Pages Menu
Categories Menu
Palavras para o caminho do Advento

Palavras para o caminho do Advento

É com muito amor e esperança que, pela graça do Senhor, vos escrevo estas palavras para o nosso caminho neste tempo de advento. “O caminho é este para todos, segui por ele, sem desviar-vos à direita ou à esquerda” (Is 30,21).
Que o nosso coração possa estar cada vez mais decidido a seguir este caminho dos humildes, daqueles (as) que querem viver profundamente da esperança e pela esperança; não devemos temer, preparemo-nos, “Para despir as vestes de luto e de aflição e vestir-nos com os adornos da gloriosa vinda de Deus” ( Baruc 5, 1 ), que o Senhor tem preparado para nós a cada dia , principalmente através da vivencia profunda dos pequenos atos de amor que podem salvar vidas, pois é por eles que o Senhor realiza suas maiores maravilhas.

Amados filhos (as) começo esta partilha vos falando daquele que o Senhor disse que é o maior nascido de mulher, nosso amado profeta JOHANAN HAMATBIL (em hebraico João Batista). Seu nome significa “Deus faz a graça”, ele é realmente o amigo do Esposo, profundamente sábio, manso e humilde – “Eu não sou digno de desatar as sandálias de teus pés”- estas palavras de João Batista me fazem recordar aquelas que o Senhor disse a Moisés no Monte Sinai, “Tira as sandálias de teus pés, pois este lugar é Santo” (3,5) ; o humilde João Batista não tirará as sandálias por causa do lugar Santo, mas tirará daquele que é SANTO, SANTO, SANTO , nos ensinando que, de fato, o Senhor se alegra profundamente: “Sob os passos dos humildes”. Às vezes vemos João Batista como um homem selvagem, habituado ao deserto, mas não, ele traz em si a autoridade e a mansidão do amigo do Esposo, ele que desde o ventre materno é cheio do Espírito Santo. “O Anjo lhe disse: será repleto do Espírito Santo desde o ventre de sua mãe” (Lc 1,15). Trará em seus lábios, como o maior dos profetas, as palavras de consolação e de misericórdia, terá a autoridade que lhe vem do Cordeiro de Deus, tendo um zelo profundo pela Casa de Deus. Suas vestes significam muito mais que a pobreza, são um sinal profundo da misericórdia de Deus, pois elas se assemelham as vestes da Adão após o pecado original, na verdade é como um manto dado pela misericórdia do Senhor diante da dor do pecado. João é arauto da misericórdia do Pai que nos dará seu FILHO ÚNICO, para que todos VEJAM A DEUS. “Nenhum profeta mais revestirá o manto de pele para enganar” (Zc 13,4), vestes, semelhantes às do profeta Elias, pois ele é o Elias que havia de vir ” Era um homem que usava uma veste de pelos e trazia um cinto de couro em volta dos rins ” (2 Reis 1,7).

O seu alimento era especialmente o mel, que na tradição judaica é um alimento celeste, místico, o qual transmite a luz, pois também o maná que vinha do céu para alimentar o povo de Deus, tinha o gosto do mel. “Deram-lhe o nome de maná, era uma semente de cor branca, com sabor de bolo de mel ” (Êxodo 16,31) e também o gafanhoto que era um dos insetos que não era proibido de ser comido pela lei judaica “. Todo inseto que anda sobre quatro patas vos é proibido ,todavia de todos os insetos que andam sobre quatro patas esses são os que podeis comer : os que além das patas tem pernas traseiras bem longas permitindo-lhes saltar sobre a terra firme ,esses são os que podeis comer, as diferentes espécies de gafanhotos”( Lev 11, 20-21).

Contemplando o mistério de Deus na vida de João Batista, somos levados a renovar, dentro de nós, a certeza que nosso Deus, de fato, segue as pegadas dos humildes e não dos grandes e poderosos deste mundo, ele não tem seu olhar voltado para as posições privilegiadas, mas sim, aos pequenos. Está escrito no Evangelho, que em meio a tantos poderosos políticos e religiosos, Tibério Cesar, Poncio Pilatos, Herodes, Filipe, Anás e Caifás, a Palavra de Deus vai cobrir com sua unção e autoridade, ao pobre e humilde servo do Senhor no deserto, lugar onde o Senhor fala ao coração. “No décimo quinto ano do império de Tibério Cesar ,quando Poncio Pilatos era governador da Judéia ,Herodes administrava a Galiléia e Filipe as regiões da Itureia, quando Anás e Caifás eram sumos Sacerdotes ,FOI ENTÃO QUE A PALAVRA DE DEUS FOI DIRIGIDA A JOÃO NO DESERTO, O FILHO DE ZACARIAS ( Lc 3, 1-2). Continua…

Trecho de Carta da Terra Santa – Jerusalém, 04 de dezembro de 2009. Roberto J.Lettieri

Postar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *